quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Tratamento Coletivo contra filariose é iniciado no Recife


O tratamento coletivo de combate à filariose no Recife teve início nesta semana. Até o dia 20 de dezembro, os moradores de algumas micro áreas receberão comprimidos que tem a capacidade de interromper o desenvolvimento da doença facilitando assim a cura. O trabalho este ano tem por objetivo contemplar cerca de 97 mil moradores e é feito através dos agentes comunitários de Saúde que vão de porta em porta tanto para distribuir os remédios quanto para orientar os moradores de como se prevenir da doença.

De acordo com a coordenadora do Programa de Controle da Filariose, Érika Avelar Jatobá, a ação que faz parte do programa implantado pela Prefeitura, Xô Filariose, vem se consolidando a cada ano. “Em 2003 tínhamos no Recife cerca de 907 casos da filariose. Hoje, após algumas edições do tratamento coletivo, o número de casos é de apenas cinco. A expectativa é eliminar de vez a doença na nossa Cidade até 2015”, comentou.

Na tarde desta sexta-feira (09), uma das agentes comunitárias de Saúde responsável pela área de Nova Descoberta, Alice Bulhões, levou o remédio e orientou moradores de algumas ruas do bairro. Até o final do mês, ela, juntamente com outros profissionais da Unidade de Saúde da Família Vila Boa Vista, contemplarão todos os moradores da localidade distribuindo remédios e orientando a população de como se prevenir da doença a partir de medidas simples como combater a muriçoca.

Entre algumas visitas, a agente foi até a casa de seu Auro Cardoso de 47 anos e explicou a forma como atua sendo mais atenciosa possível. “Visito as casas sempre no final da tarde porque é quando as crianças já voltaram do colégio e os outros moradores que trabalham já estão em casa também. É uma forma de poder contemplar o maior número de pessoas possíveis”, explicou tendo em mãos materiais didáticos fornecidos pela Secretaria de Saúde para a distribuição também aos moradores.

Ciente da importância de se prevenir da filariose, seu Auro recebeu bem a equipe em sua casa, tomou o remédio e ainda tirou algumas dúvidas. “Todos os anos recebo os profissionais de Saúde que vem aqui em casa distribuir o medicamento porque faço questão de cuidar da minha saúde e da minha família. O fato deles virem aqui em casa é uma forma mais acessível de melhoria de vida. Me sinto bem feliz”, comentou e em seguida tomou o remédio.

Essa parceria entre população e profissionais de Saúde configura-se numa grande conquista no combate a filariose. Ainda segundo a coordenadora Érika, de fato é preciso que atuação seja conjunta para que a queda dos números da doença continue. “Quando implantamos o Xô Filariose uma das propostas seria justamente essa de ter a população como aliada. A quase eliminação total da doença é prova que estamos no caminho certo”, disse. 

Saiba mais – A Prefeitura do Recife oferece o teste da Gota Espessa em todos os Distritos Sanitários. O exame que consiste apenas num furinho no dedo, detecta a filariose e outras doenças no corpo. Mas para que a detecção seja feita é preciso que o cidadão faça o teste das 22h à meia-noite, pois é quando o parasita circula pelos vasos sanguíneos mais superficiais, assim facilita sua detecção. 

Para saber qual local mais perto de casa para realizar o exame, basta ligar gratuitamente para a Ouvidoria SUS Recife através do número 0800.281.1520. O teleatendimento funciona de segunda à sexta-feira, das 7h às 19h.

Esta edição do tratamento coletivo contra a doença será feita em em 11 bairros do Município. Entre eles Ilha de Joana Bezerra, Cabanga, Santo Amaro, Água Fria, Linha do Tiro, Passarinho, Brejo de Beberibe, Mustardinha, Mangueira, Afogados Nova Descoberta.

Fonte:http://www2.recife.pe.gov.br/


                     Anúncios 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.