quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Olinda está entre os 787 Municípios Brasileiros com indice de infestação da dengue controlado


   

Uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde (MS), através do Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), aponta Olinda entre os 787 municípios do Brasil com índice de infestação da dengue controlado. A pesquisa foi realizada em 1.239 municípios do Brasil, com o objetivo de desenhar um panorama para identificar onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito transmissor da dengue.
O resultado divulgado pelo Ministério, que apresenta Olinda na lista dos 35 municípios de Pernambuco com índice de infestação satisfatório (abaixo de 1), está sendo comemorado por todos que fazem parte da gestão do prefeito Renildo Calheiros (PCdoB), sobretudo pela secretária de Saúde, Tereza Miranda, que falou sobre o feito: “Isso mostra o empenho desenvolvido pela gestão durante o ano de 2012, com ações rotineiras e significativas para enfrentamento do mosquito da dengue”, disse.
A secretária destacou ainda o que levou Olinda a alcançar esse resultado: “Ações integradas com outras secretarias, através de mutirões, panfletagens, palestras educativas e, principalmente, a participação efetiva da população, segmentos sociais e instituições de ensino do município motivaram e contribuíram para esse resultado positivo”, enfatizou a gestora.
Para se ter uma idéia, desde a gestão passada, foi criado o Comitê da Dengue, formado por representantes de várias secretarias do município, como Serviços Públicos, Obras, Educação, Comunicação, Jurídico e a Guarda Municipal, entre outras. Também são partes integrantes desse Comitê, o Conselho Municipal de Saúde e as coordenações da Secretaria de Saúde que, através de reuniões mensais, estabelecem um cronograma estratégico com mutirões nos bairros e ações de promoção para o enfrentamento da doença.
Vale destacar o empenho desenvolvido pela Procuradoria Municipal, Administração/Fazenda, bem como Limpeza Urbana que, de forma conjunta com a Saúde, identificam terrenos baldios, casas desocupadas e abandonadas susceptíveis a focos da dengue, para, de forma jurídica, legitimar o acesso das equipes a esses locais de vulnerabilidade ao mosquito.
O Centro de Vigilância Ambiental de Olinda (CEVAO), ligado à Diretoria de Vigilância à Saúde, diariamente realiza ações estratégicas para o enfrentamento do mosquito da dengue. Cerca de 152 agentes comunitários de endemias realizavam visitas técnicas diárias às residências, no intuito de identificar os focos da doença.
De forma preventiva e educativa, esses agentes buscam identificar locais para eliminação dos criadouros do mosquito da dengue, com a colocação de armadilhas e aplicação do larvicida indicado pelo Ministério da Saúde. Geralmente esses locais são reservatórios de água, depósitos de lixo, pneus, garrafas ou outro material favorável ao acúmulo de líquido, propício a proliferação da doença.
De janeiro a outubro deste ano, o CEVAO recolheu mais de 10 mil pneus encontrados pelas ruas, material esse destinado para uma empresa de reciclagem no Recife, onde o produto finalizado é totalmente reaproveitado para a aplicação de asfalto e o ferro revendido.
O gerente do Centro de Vigilância, o zootécnista Eudes Coutinho, destacou a importância das ações estratégicas que gerou o resultado positivo. “Em 2012, fizemos oito mutirões paritários com outras secretarias do Governo, além de 115 palestras em escolas da rede pública e o trabalho diário de campo e incansável desenvolvido por toda equipe”, enfatizou.
                     Anúncios 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.