sexta-feira, 31 de maio de 2013

Agentes de Saúde de Igarassu recebem aumento, mas fica abaixo do valor de repasse do MS, que é de R$ 950,00

Paulo Uchôa lamenta pelo tratamento injusto dado aos ACS's de Igarassu



Na tarde do dia (28), o Legislativo de Igarassu aprovou o aumento dos Agentes de Saúde. Agora os profissionais passarão a receber R$ 29,00 a mais em seus contra-cheques (871,00 para 900,00). Seria aparentemente um momento para festejar a conquista, mesmo sendo um aumento pífio, como disse o Vereador Helmiltom Bezerra (PCdoB), mas se não houvesse pequenos detalhes que fazem toda a diferença.

O aumento era para ter sido concedido desde janeiro/13, mas só depois de muita discussão entre a Categoria e o Governo, 5 meses passados, é que se chegou a um acordo. Embora a Associação dos Agentes de Saúde diga que não foi o que esperava, todavia foi a única condição apresentada pela Prefeitura. Ficando da seguinte forma o acordo:
- Reajuste de R$ 29,00
- Ter o retroativo desde janeiro, dividido em 4 parcelas mensais
- Receber a gratificação de salubridade dividida em 3 parcelas. Sendo a 1ª a partir de junho/13,  2ª a partir de junho/14 e a 3ª a partir de junho/15.

O Vereador Paulo Uchôa (PDT), falou não concordar com o valor do reajuste, frisando que o Município deveria pagar o mesmo que o piso nacional de R$ 950,00, como já fazem várias cidades do Estado, a exemplo das vizinhas Itapissuma e Paulista. E acrescentou dizendo que muito menos concorda com a forma do pagamento dos retroativos e da salubridade. Um valor muito baixo e ainda ter que receber em tão longo tempo. Mas que essa situação poderia ser revista e buscado um melhor entendimento com o Executivo, se não fosse ter que votar o Projeto às pressas. O que o Parlamentar também manifestou sua indignação. Pois um projeto como o apresentado deveria se respeitar o prazo mínimo dia 15 dias para ser analisado e depois ir para o debate. Mas que isso tem virado uma prática da Prefeitura, que tem encaminhado seus projetos num dia querendo sua votação logo em seguida.

Tudo resolvido, o Procurador Municipal, Dr. Charles Roger, atendendo solicitação do Presidente Ademar de Barros, explicou sobre a necessidade de promover a realização de um concurso público municipal para agentes de saúde, onde os profissionais que já atuam desde anos, terão que também se submeter ao concurso. Mas garantiu que ninguém será prejudicado.

Por Marcello Santanna
Fonte: Jornal Pernambuco da gente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade