sexta-feira, 5 de julho de 2013

Centrais Sindicais e movimento Popular, além do MST decidiram realizar uma mobilização nacional no dia 11 de julho de 2013

             

Em meio à onda de manifestações que se alastraram pelo país, as principais centrais sindicais, como a CUT – (Central Única dos Trabalhadores), UGT – (União Geral dos Trabalhadores), Força Sindical, a CTB – (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil) e a CSP-Conlutas - Central Sindical e Popular, além do MST decidiram realizar uma mobilização nacional no dia 11 de julho de 2013, o que deve incluir protesto, paralisações, greves e piquetes.

As centrais sindicais reivindicam a redução da Jornada de Trabalho para 40 horas semanais sem redução de salários, fim do fator previdenciário, 10% do PIB para a educação pública, “verbas públicas só para o setor público”, 10% do orçamento da União para a saúde pública, transporte público de qualidade, tarifa zero, auditoria nas grandes obras públicas, reforma agrária, suspensão dos leilões de Petróleo, redução dos juros, além de veto a Projeto de Lei ’4330′ que institucionaliza as terceirizações

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade