terça-feira, 10 de setembro de 2013

Direção do Sinasce solicita ao Ministério da Saúde curso de capacitação para categoria

                   
                   Divulgação

A representação do Sinasce se reuniu, em Brasília, no Ministério da Saúde, com dr. Vladson Viana e dra. Ana Maria, respectivamente, dhefe de Gabinete da SGTE (Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde) e secretaria-Executiva (SE) do MS.

Na oportunidade, os representantes foram esclarecidos acerca dos procedimentos adotados para a operacionalização do Curso de Educação Popular em Saúde, que proporcionará a princípio cerca de 24.000 vagas para 10 estados no Território Nacional, onde 3.000 vagas foram direcionadas ao nosso estado sendo 1.500 para Fortaleza.

Após, reuniram-se com Dr. Túlio da DAGET (Departamento de Apoio a Gestão Participativa), órgão responsável pela Coordenação Geral do EdPopSus, que os apresentou as seguintes informações:

- Primeiramente ressaltou-se a importância da participação efetiva das entidades representativas da categoria, pois seu envolvimento resultará na maior abrangência deste curso cujo objeto principal é a essência das atividades de Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de combate às Endemias em nosso país.

- O Material de Apoio Pedagógico para a capacitação dos Mediadores e Educadores Populares está em fase de conclusão.

- Já o material didático do curso está recebendo os ajustes finais para sua entrega as Coordenações Regionais e consequentemente aos futuros alunos.

- Dia 16 de Setembro será o lançamento do edital para Mediadores e Educadores Populares.


- A abertura do link de inscrição para os Agentes de Saúde e Endemias interessados será feita pelo Site da FIOCRUS, e será amplamente divulgado principalmente através das entidades representativas da categoria.  (o site do SINASCE contará com uma janela para inscrição dos agentes).

- A previsão para o início do Curso será em Novembro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade