domingo, 6 de outubro de 2013

Agentes de saúde e de endemias realizam protesto em Caruaru

Manifestantes pedem todo o valor que seria repassado pelo Ministério. Distribuição de filtro solar e vestimenta apropriada também são solicitadas.




                        Agentes protestam em frente à Prefeitura de Caruaru. (Foto: Helder Quaresma/ TV Asa Branca)
Nesta sexta-feira (4), agentes de saúde e de endemias realizam protestos pelas ruas de Caruaru, no Agreste pernambucano. A manifestação faz parte da mobilização nacional pela regularização do piso nacional e de melhores condições de trabalho, como distribuição de filtro solar e vestimentas apropriadas.
De acordo com o Sindicado e Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias (do Agreste Setentrional de Pernambuco), a Prefeitura de Caruaru não estaria repassando todo o dinheiro destinado à categoria ligada à saúde pelo governo federal. O salário atual seria de um salário mínimo, enquanto o Ministério da Saúde repassaria R$ 950. O mesmo valor, segundo o sindicato, seria possível também para os agentes de endemias.
O protesto passou pela Avenida Rio Branco e Praça Senador Teotônio Vilela e deve continuar pela Rua Duque de Caxias e Rua Quinze de Novembro. Os manifestantes querem ser ouvidos pelo prefeito José Queiroz. A assessoria do gestor informa que os manifestantes não solicitaram diálogo com ele.
Em nota enviada ao G1, a Secretaria Municipal de Saúde diz apenas que "a movimentação dos agentes de saúde e endemias é nacional" e que "em relação à renovação de materiais de trabalho, já foi realizado processo licitatório e, em breve, serão distribuídos aos trabalhadores".

G1 Caruaru

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade