quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

TRABALHADORES INSISTEM NA NEGOCIAÇÃO DO PCCV DE APARECIDA


Depois de várias semanas aguardando a conclusão do impacto financeiro do Plano de Carreiras, Cargos e Vencimentos (PCCV) da Saúde de Aparecida de Goiânia, mais uma vez a Prefeitura apresentou uma proposta insuficiente para atender @ trabalhad@r. O valor disponibilizado para o PCCV pela gestão municipal foi discutido nesta quarta-feria, dia 4, durante a assembleia da categoria. A mobilização ocorreu no Salão Paroquial e contou com a participação intensa d@s trabalhador@s.
Diante desta proposta insatisfatória e da necessidade urgente de um Plano de Carreiras, foi definida uma comissão de trabalhador@s (composta por representantes do nível básico, intermediário e superior) para negociar com o prefeito. Do modo como está a proposta do município não cumpre a proporcionalidade entre os níveis. Somente em 2016 os níveis médio e superior teriam progressão.
Na última quarta-feira, dia 27, a prefeitura tinha apresentado o que seria o impacto financeiro do Plano.  O estudo trouxe dados incompletos que não refletiam a realidade da categoria. Uma proposta de PCCV no mínimo deve contemplar pontos básicos de um Plano como o quantitativo, titulação, insalubridade e margem de negociação.
Na próxima quarta-feira, dia 11, haverá uma nova assembleia para tratar do PCCV e decidir os próximos passos da categoria diante dos últimos acontecimentos. A assembleia está marcada para ocorrer por volta das 8h no Salão Paroquial. É fundamental que @ trabalhad@r continue mobilizado na busca pelo Plano porque garantias de direitos como este se constroem na luta. 
Sindsaude/GO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade