quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Em PE: Profissionais de saúde são treinados para lidar com casos de ebola

Pessoas que atuam nas redes pública e privada estão sendo capacitadas


Mais de 200 profissionais de saúde do Estado passaram por uma nova capacitação, nesta quinta-feira (16), sobre o tratamento de um paciente com ebola. O treinamento, realizado pela Secretaria de Saúde (SES), orientou pessoas que atuam na rede de urgência e emergência pública e privada. O encontro teve o objetivo de esclarecer dúvidas sobre o manejo de pessoas que venham a apresentar a suspeita da doença, desde o processo de notificação de um caso.


A recomendação é agilidade no isolamento de qualquer pessoa que apresente febre alta, dores no corpo e tenha passado pelos países africanos da Guiné, Serra Leoa ou Libéria, nações que sofrem surtos do vírus e contabilizam centenas de mortes. Toda suspeição deve ser informada imediatamente à SES. Outra rodada de debates está marcada para esta sexta-feira (17), no auditório do Real Hospital Português.
Apesar de especialistas indicarem o baixo risco da entrada do vírus em Pernambuco, o cenário inspira cuidados e medidas preventivas. O Estado já realizou duas simulações da chegada de doentes - sendo uma no Porto de Suape e outra no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC) - e mais de cinco aulas com os profissionais de saúde. Na próxima semana haverá novo treinamento com a equipe especial do HUOC, que é o hospital de referência no Estado para os casos de ebola. O protocolo nacional é de que o paciente fique sob os cuidados do Instituto Evandro Chagas, na capital carioca. O transporte aéreo fica a cargo da Força Nacional.
Folha de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade