quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Combate à dengue no Recife terá mais agentes e horários ampliados

Prefeitura garantiu reforço de R$ 400 mil junto ao Ministério da Saúde


 Folha de Pernambuco

A Secretaria de Saúde do Recife anunciou nesta quinta-feira (26) novas medidas emergenciais para conter o avanço da dengue na cidade. A Capital vive um ciclo epidêmico com um aumento de 140% nos casos confirmados da doença e 393% nas notificações de pessoas infectadas quando são comparados os dados das primeiras sete semanas de 2015 com o mesmo período de 2014. A gestão vai incrementar o número de agentes de vigilância e também ampliar a atuação deles para os finais de semana. A administração municipal também garantiu R$ 400 mil reais de verbas junto ao Ministério da Saúde para aplicação em ações de combate a dengue. A força tarefa terá as ações iniciadas paulatinamente.

De acordo com a secretária executiva de Vigilância em Saúde, Denise de Oliveira, a prefeitura também começou a investir maciçamente em campanhas de educação, já que a população é a principal aliada para erradicar os focos de transmissão. Serão enviados cerca de 20 mil mensagens de texto para os celulares de recifenses que estão nas áreas de maior risco de doença. Um levantamento indicou que os pontos mais críticos da cidade são os bairros de Vasco da Gama, Casa Amarela, Cohab, Nova Descoberta, Santo Amaro, Imbiribeira, Morro da Conceição, Dois Unidos e Ipsep. O Recife vivenciou períodos epidêmicos nos anos de 2002, 2008, 2010 e 2012, com predominância do sorotipo DENV3 (2002 e 2008), DENV1 (2010) e DENV4 (2012). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade