segunda-feira, 2 de março de 2015

MENINAS DE 9 A 11 ANOS DEVEM SER VACINADAS CONTRA O HPV A PARTIR DESTA SEGUNDA-FEIRA

Meta é vacinar, no mínimo, 80% do público total, de 242.840 meninas pernambucanas.

FolhadePE

O câncer do colo do útero é o terceiro tipo mais frequente que acomete as mulheres no Brasil e faz, por ano, 5.264 vítimas fatais, de acordo com dados do Ministério da Saúde. Para evitar essa enfermidade, desde 2014 foi iniciada a vacinação de meninas como forma preventiva ao papilomavírus humano (HPV). Neste ano, a partir deste mês de março, a campanha de vacinação contra o HPV, em postos de saúde e escolas, irá beneficiar uma nova faixa etária: garotas entre 9 e 11 anos.
A meta é vacinar, no mínimo, 80% do público total, de 242.840 meninas pernambucanas. “Todas as meninas que tomaram a primeira dose em 2014 também devem ficar atentas para fazer a segunda etapa do processo seis meses após a primeira vacinação. A terceira dose será ministrada cinco anos após a primeira. É preciso completar o esquema para ficar imunizada”, afirma a coordenadora do Programa Estadual de Imunização (PEI/PE), Ana Catarina de Melo.
A vacina quadrivalente protege contra os subtipos HPV 6, 11, 16 e 18, sendo os últimos responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer de colo do útero em todo mundo. O HPV é um vírus transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Também pode ser transmitido da mãe para filho no momento do parto.
Novo público – Em 2015, também serão beneficiadas crianças e mulheres do sexo feminino entre 9 e 26 anos que estejam vivendo com HIV, já que essa população tem cinco vezes mais chances de ser acometida pelo câncer do colo do útero. Nesses casos, a segunda e terceira dose ocorrem dois e seis meses após a primeira, respectivamente. Uma prescrição médica deve ser apresentada no ato da vacinação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade