quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Agentes de combate às endemias são autorizados a entrar em imóveis abandonados

Foi publicado no Diário Oficial do Estado do último dia 15 de fevereiro, lei  de iniciativa do Poder Executivo, que autoriza a entrada de agentes de combate às edemias  em imóveis fechados, sejam eles públicos ou privados. A normativa surgiu da necessidade de intensificar o combate ao mosquito Aedes aegypti. 

Para conseguir um resultado eficiente na eliminação de focos de proliferação do vetor, o poder público viu a necessidade de garantir que imóveis abandonados não tivessem criadouros do Aedes, isso porque “a maioria dos focos encontrados são em objetos que acumulam água para o consumo humano, como caixas d’água, garrafas, baldes, potes entre outros. E não em vias públicas e áreas comuns das cidades”, explicou a coordenadora da Vigilância a Saúde de Sobral, Francisca Escócio.


Mesmo com a dedicação dos governos  municipal, estadual e federal;  é muito importante à participação de todos no combate ao mosquito, evitando o contagio de dengue, vírus zika e chikungunya. “Nossos agentes de combate às endemias trabalham durante todo o ano para que a população fique livre do mosquito, sempre instruindo o morador a lavar bem os depósitos que podem acumular água e tampá-los”, afirmou o coordenador dos agentes de combate às endemias, Everton Carneiro. 






Prevenção

Quinzenalmente, o Centro de Controle de Zoonoses de Sobral realiza vistorias em imóveis fechados/abandonados e em terrenos baldios. Todos esses pontos que apresentam riscos para saúde pública são cadastrados, e uma equipe específica foi escolhida para monitorar esses locais. A eliminação do mosquito é feita através de agentes químicos ou biológico.
 



Fonte: http://blog.sobral.ce.gov.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade