quinta-feira, 31 de março de 2016

AGENTES COMUNITÁRIOS DENUNCIAM ATRASO DE SALÁRIOS EM PICOS

O último pagamento que os agentes comunitários de saúde receberam foi no dia 6 de março referente ao mês de janeiro.

Os 184 agentes comunitários de saúde de Picos estão há quase dois meses sem receber salários. Eles denunciam que o último pagamento foi efetuado no dia 6 do corrente, referente ao mês de janeiro. Março já está acabando e até o momento não existe nenhuma previsão de quando saíra os proventos de fevereiro.

Neusa Rodrigues é agente de saúde de Picos há 23 anos e atualmente trabalha no PSF Canto da Várzea II. Ela se diz indignada com a situação da categoria, que agora está prestes a completar dois meses de salários atrasados.



Imagem: José Maria Barros/GP1Padre Walmir atrasa salário dos agentes comunitários de saúde(Imagem:José Maria Barros/GP1)Padre Walmir atrasa salário dos agentes comunitários de saúde
“O último pagamento que recebemos foi no dia 6 de março e referente a janeiro. O PMAQ, que é um incentivo para os agentes de saúde, médicos e enfermeiros, foi pago o mês de dezembro de 2015 e nunca mais” – denunciou Neusa Rodrigues.
Imagem: José Maria Barros/GP1Agente de Saúde Neusa Rodrigues cobra atualização dos salários(Imagem:José Maria Barros/GP1)Agente de Saúde Neusa Rodrigues cobra atualização dos salários
Ela diz que esses atrasos no pagamento dos salários começaram ano passado e se intensificaram nos últimos meses. Segundo Neusa Rodrigues, a Secretaria Municipal de Saúde não dá nenhuma justificativa e, quando procurada apenas argumenta que foi Brasília que não repassou os recursos.

Semana passada a Associação dos Agentes Comunitários de Saúde procurou o secretário de Saúde, José Venâncio de Sousa Filho, o Dudé (PT) e o Procurador Geral do Município, José Neto Monteiro. Porém, de acordo com Neusa Rodrigues, a entidade classista não recebeu qualquer resposta e o problema persiste até hoje.

Imagem: José Maria Barros/GP1Secretário Dudé ignora apelos dos agentes comunitários de saúde(Imagem:José Maria Barros/GP1)Secretário Dudé ignora apelos dos agentes comunitários de saúde
Enquanto atrasa o pagamento dos agentes comunitários, a secretaria de Saúde cobra empenho e dedicação dos servidores. “As exigências são as maiores! Toda semana temos que dá produção nos postos. Produção de quem nasceu, de quem morreu, quantas gestantes, quais as doenças que atingem a área. E agora querem atribuir pra gente serviço que dos ACEs (Agentes Comunitário de Endemias”) – critica Neusa Rodrigues.
Imagem: José Maria Barros/GP1Agentes de saúde denunciam atraso de salário(Imagem:José Maria Barros/GP1)Agentes de saúde denunciam atraso de salário
Ao lado das colegas Maria dos Santos e Ivoneide, Neusa Rodrigues fez um apelo ao secretário de Saúde Dudé e ao prefeito, Padre José Walmir de Lima, ambos do PT. Que eles providenciem o mais rápido possível a regularização do pagamento dos agentes comunitários de saúde, pois todos estão sendo prejudicados com esses constantes atrasos em seus salários.

Sindserm

A presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Picos (Sindserm), Edna Moura, considerou a situação preocupante. Ela garantiu que a entidade vai procurar o secretário de Saúde para saber dele quais os procedimentos que adotará para resolver o problema.

Imagem: José Maria Barros/GP1Presidente do Sindserm encampa a luta dos agentes de saúde(Imagem:José Maria Barros/GP1)Presidente do Sindserm encampa a luta dos agentes de saúde
Edna Moura garantiu que o Sindserm vai cobrar o cumprimento da legislação e a regularização do pagamento dos servidores, que, segundo ela, vivem uma situação dramática por conta desses atrasos em seus salários. Se for necessário à entidade acionará, inclusive, o Ministério Público Estadual e o Ministério Público do Trabalho.

Fonte: http://www.gp1.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade