terça-feira, 15 de março de 2016

Enfermeiros de Petrolina conquistam a regulamentação da jornada de 30 horas

Uma reivindicação dos enfermeiros de todo o Brasil se torna realidade em Petrolina, Sertão Pernambucano. Nesta sexta 10/03, foi promulgada a lei que regulamenta a jornada semanal de 30 horas para os enfermeiros do município. A solenidade ocorreu na Câmara dos vereadores e contou com a presença de dezenas de enfermeiros, técnicos de enfermagem.

Quem representou o SEEPE, foi o diretor, Edson Júnior, ao lado de representantes do Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (Sindsemp) e do Conselho Regional de Enfermagem – COREN-PE.

A lei 2797/16 foi proposta pelo vereador, Pérsio Antunes (PMDB). Com a promulgação, Petrolina se torna um dos poucos municípios brasileiros a ter a jornada de 30 horas regulamentada para enfermeiros e técnicos de enfermagem.

É uma importante conquista para a enfermagem pernambucana e para o SEEPE, que esteve numa incansável luta pela aprovação e sanção do projeto. A presidente do SEEPE, Berenice Garcês, parabeniza os enfermeiros de Petrolina pela grande conquista e agradece o empenho do vereador Pérsio Antunes, do diretor do SEEPE na região, Edson Júnior e do Sindsemp.

“Hoje é um dia de comemoração para a enfermagem pernambucana. Uma reivindicação antiga, pleito em muitos municípios, se torna realidade em Petrolina. Quem ganha com essa conquista é a sociedade, por ter profissionais com melhores condições físicas e mentais para prestar uma assistência de saúde com mais segurança e qualidade para população” destacou Berenice Garcês.

30 HORAS JÁ – Tramita no Senado Federal o projeto de lei 2295/00 que também prevê a regulamentação da jornada de trabalho dos enfermeiros para 30 horas semanais. Sindicatos da categoria de todo o Brasil, assim como o SEEPE, se mobilizam pela aprovação do projeto que ainda aguarda votação.


CLIQUE PARA AMPLIAR


CLIQUE PARA AMPLIAR

As informações são do site: http://seepe.org.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade