sábado, 24 de setembro de 2016

Dia D de vacinação: quase seis milhões de doses são distribuídas no estado de SP


Brasília - Crianças e adolescentes são vacinados no Centro de Saúde n 8, no bairro Asa Sul, durante o Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação, que ocorre neste sábado em todo o Brasil (Marcelo Camargo/Agê
Brasília - Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação leva
crianças e adolescentes para postos de saúde em todo o Brasil 

Marcelo Camargo/Agência Brasil
Agência Brasil


O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o secretário estadual da Saúde, David Uip, abriram, oficialmente, o Dia D da campanha nacional de multivacinação no estado, às 9h15 de hoje (24), no Centro de Saúde de Pinheiros, na zona oeste da capital paulista. O atendimento à população ocorre em 5.325 postos de saúde fixos e volantes de todo o estado, para onde foram distribuídas 5,9 milhões de doses de vacinas contra 18 tipos de doença.
Para o atendimento, foram mobilizados 34 mil profissionais da saúde. Dos 5.325 locais de vacinação, 576 fixos e 21 volantes estão na cidade de São Paulo e demais municípios da Grande São Paulo. Como apoio, também foram disponibilizados 2.036 veículos, três barcos, 17 ônibus e um trem, na região de Registro. Os dados parciais da vacinação em São Paulo ainda não foram divulgados.Além de colocar em dia a caderneta de vacinação de crianças com 5 anos incompletos, a campanha tem como foco proteger a saúde dos pré-adolescentes e adolescentes entre 9 e 15 anos incompletos.
Nesta campanha, estão sendo aplicadas 13 vacinas diferentes com o intuito de imunizar contra 18 tipos de doenças: a BCG, de imunização contra a tuberculose; a rotavírus, contra um dos principais agentes causadores de diarreia; poliomielite, contra a paralisia infantil; pentavalente, contra a difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e Haemophilus influenza tipo b (Hib); pneumocócica conjugada 10-valente; meningocócica conjugada C; trivalente, contra sarampo, caxumba e rubéola; além das vacinas contra febre amarela, gripe, varicela, hepatite A e a vacina contra o HPV, que previne o câncer de colo de útero.
A recomendação é para os pais ou responsáveis levarem a caderneta de vacinação das crianças e dos jovens para conferis se há doses em atraso. Em caso de perda ou extravio do documento, é necessário ir até o posto onde ocorreu a vacinação para acessar as informações em arquivo.
A campanha em todo o país começou na última segunda-feira (19) e segue até 30 de setembro em cerca de 36 mil postos fixos em todo o Brasil. Ao todo, 350 mil profissionais participam da ação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade