sexta-feira, 10 de março de 2017

APÓS MANIFESTAÇÃO NACIONAL DOS AGENTES DE SAÚDE EM BRASÍLIA: MINISTÉRIO DA SAÚDE ABRIRÁ DISCUSSÃO PARA O REAJUSTE DO PISO SALARIAL NACIONAL



A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sentadas e área interna
A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé, multidão, filho, árvore e atividades ao ar livre

Após ato promovido pelas entidades FENASCE, CNTSS, CUT, FENAAC e CONFETAM, que concentraram centenas de agentes de vários estados e municípios brasileiros, conseguiram sentar à mesa para iniciar a discussão do Piso Salarial da categoria com o Ministro da Saúde, Ricardo Barros. Leia abaixo:
Release da manifestação no dia 07 de março, apoio do Conselho Nacional de Saúde e reunião com o Ministro da Saúde:
O Presidente da FENASCE, Fernando Cândido e o Diretor Jurídico, Flaviney Almeida estiveram reunidos na manha desta terça-feira (07/03) com o Ronald Ferreira, Presidente do Conselho Nacional de Saúde. A reunião aconteceu na sede do Conselho, em Brasília.
Os dirigentes da Federação fizeram um resgate histórico da luta dos agentes de Endemias e Comunitários para inatituir, em 2014 o PISO SALARIAL NACIONAL DA CATEGORIA.
Entretanto, o mesmo se deteriorou em função de não ter sofrido reajuste até a presente data.
Os dirigentes ressaltaram que a FENASCE lançou uma campanha Nacional pelo reajuste do piso e dentro do calendário de atividades está uma manifestação, que ocorrerá, amanhã a partir das 8h, com concentração na Catedral Metropolitana do Distrito Federal.
O CNS deve estar em consonância com a luta dos agentes.
Portanto, seria extremamente importante a participação do Presidente em nossa manifestação, arma Fernando Cândido.
Ronald Ferreira, afirmou que apoiará a luta dos agentes e participará amanhã da mobilização.
O Presidente do CNS ainda armou que a fala do Ministro da Saúde, Ricardo Barros na última reunião do Conselho foi muito ruim.
Além de propor o aumento das atribuições dos agentes comunitários, descaracterizara a estratégia de saúde preventiva.
Reunião com o Ministro da Saúde Ricardo Barros para debaterem sobre o reajuste.
O Ministro disse estar aberto à discussão e também afirmou que um GT Grupo de Trabalho, será criado para esse mês.
Armou também que sabe da importância da categoria, e que estão trabalhando as solicitações feitas.
“O Ministério da Saúde e o Governo Federal estão abertos ao diálogo, afirmou Barros”. Release do dia 08/03, discussão do PL 6437
Na manhã da quarta-feira (8) de março, além de ser comemorado o dia internacional da mulher, a FENASCE teve um outro motivo para comemorar, o motivo, foi o sucesso da mobilização que desde janeiro vinha sendo amplamente divulgada e teve grande participação de caravanas de vários estados brasileiros como:
Alagoas, Acre Ceará, Goiás, Minas Gerais, Espirito Santo, Roraima, Pernambuco, Piauí, Mato Grosso do Sul, Sergipe São Paulo, Parana e Paraíba.
Estes estados atenderam o chamado da Federação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate as Endemias para a manifestação em prol do reajuste do piso salarial que está estagnado a praticamente três anos.
Com a concentração das caravanas na Catedral Metropolitana de Brasília, os trabalhadores aguardavam o momento para a caminhada até o Ministério da Saúde onde aconteceria a manifestação, com o intuito de cobrar do Ministro da Saúde Ricardo Barros, o reajuste do piso salarial. Mesmo sob um sol escaldante, os agentes seguiam fortes na convicção de que só a luta garante.
Todas as falas proferidas pelos dirigentes das entidades presentes, foram na defesa de que é de extrema urgência que o governo se sensibilize, e promova uma politica de reajuste do piso desses profissionais.
Após o encerramento da manifestação no Ministério da Saúde, as caravanas deram uma pausa para o almoço, e concentraram se no período da tarde no anexo 2 da Câmara Federal, para acompanharem uma Audiência Pública onde seria discutido o Projeto de Lei 6437 que prevê alterações no perfil dos Agentes.
A princípio estava reservado, apenas o plenário 7 para acomodação dos agentes, porém devido a quantidade de trabalhadores, foram necessários, mais três plenários 8,9,e 15 para que pudesse ser comportado todos trabalhadores.
Para conseguir a liberação dos plenários extras, foi fundamental a intervenção do Deputado Federal Dr. Odorico Monteiro do PROS (CE), que durante muito tempo acampou essa batalha junto aos agentes.
A FENASCE continuará lutando até que as pautas de reivindicações da categoria, sejam cumpridas na sua totalidade.
Lembrando que a federação tem como foco principal a LUTA PELO REAJUSTE DO PISO SALARIAL NACIONAL.
"Não vamos nos omitir a discussão de qualquer tema pertinente a categoria, porém no momento nossa pauta prioritária será o reajuste."
Deliberação tirada em reunião da direção da FENASCE".
Texto: Leocides Jose de Souza diretor de Comunicação da FENASCE e diretor do SINDSAUDE/GO



Fonte: Ivando Agente De Saúde Antunes
Link disponível Blog Ivando Agente De Saúde Antunes
http://ivandoagentedesaude.blogspot.com.br/…/apos-manifesta…



Um comentário:

  1. Eu gostaria de saber se os agentes que participam dessas manifestações tem algum apoio financeiro para montar as caravanas ou se vão por meio próprio!

    ResponderExcluir

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade