terça-feira, 27 de junho de 2017

Agentes de saúde realizam trabalho de prevenção permanente em Jales

270617102040.jpg
Trabalho dos agentes de saúde no combate e prevenção
das endemias é permanente em Jales

Por A Tribuna

O município de Jales realiza o controle e a prevenção das endemias, ou seja, doenças como dengue, febre amarela, chikungunya entre outras, de forma permanente e criteriosa. Esse trabalho é feito através dos agentes da saúde da Equipe Municipal de Combate às Endemias, que é composta por 13 agentes de campo, e mais 6 agentes de empresa terceirizada.
Os agentes de campo têm como função vistoriar os imóveis e terrenos baldios do município, eliminando assim os possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti, e orientando a população sobre medidas preventivas. Os agentes terceirizados além da vistoria, também realizam a aplicação de inseticida nas áreas com caso confirmado de dengue.

Esses profissionais, segundo a coordenadora da Equipe Municipal de Combate às Endemias, Vanessa Luzia da Silva Tonholi, são capacitados para orientar os moradores sobre medidas preventivas para o controle da leishmaniose, escorpiões e caramujos, além de dengue, zika, chikungunya, febre amarela e leishmaniose visceral americana.

Atualmente, a equipe tem um cadastro de 87 pontos estratégicos como oficinas, borracharias, locais de reciclagem, entre outros, que possuem grande quantidade de recipientes, e por isso são vistoriados quinzenalmente.

Escolas, hospitais, supermercados, e demais locais com grande fluxo de pessoas, são cadastrados como imóveis especiais e são vistoriados mensalmente, mas a partir de julho, esses imóveis também serão vistoriados quinzenalmente.

“Esses cuidados são necessários, pois se houver criadouros em um imóvel onde há grande fluxo de pessoas, consequentemente pode haver um grande grupo de pessoas contaminadas”, diz a coordenadora da equipe. Além do trabalho de rotina desses agentes, a equipe atende denúncias e reclamações realizadas pelos moradores da cidade.

“Todos os problemas apontados pelos moradores, dos quais não cabe à equipe solucionar, são repassados para os setores responsáveis”, afirma Vanessa. Para denúncias e reclamações, falar no setor de controle de endemias no telefone: 3632-7310.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade