sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Balanço da CONACS sobre os trabalhos realizados em Brasilia esta semana,confira


A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, multidão, céu e atividades ao ar livre
A CONACS encerra a semana de trabalhos na capital federal com presença em sessão realizada no plenário II do anexo II da Câmara dos deputados federais, na comissão mista de planos, orçamentos públicos e fiscalização, que contou com a participação do ministro da saúde, Ricardo Barros em audiência pública ordinária para apresentar o relatório quadrimestral de prestação de contas do gestor federal do SUS, em atendimento ao disposto no artigo 36 da lei complementar 141/2012.

A categoria se manteve ordeira como em todos os movimentos conduzidos pela CONACS.
Os agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias acompanharam a apresentação do ministro, que ao término, foi sucedida de colocações, questionamentos, e ponderações dos deputados inscritos.
Após responder os questionamentos, e reiterar algumas de suas alegações, afirmou que “não pretendemos excluir os agentes”, mas a percepção e interpretação de todos os profissionais presentes, permaneceu ainda mais evidente, que a reformulação proposta para a PNAB até o momento, não representa satisfação para os agentes, bem como para outras categorias e para usuários das unidades básicas. Os profissionais que lotaram o plenário II explicitaram a insatisfação diante da desconstrução do sucesso da atuação dos agentes desde o nascimento do que hoje é a estratégia saúde da família.
















Ao final, a presidente da CONACS foi ouvida pelo ministro diante da pressão dos ACS’s e ACE’s ao enfatizarem a representação legítima, que representa os mais de trezentos mil profissionais em todo Brasil, uma das lideranças presentes deixou claro ao ministro: “senhor ministro, os agentes que estão aqui, aqueles que estavam na frente do ministério da saúde, vieram e sempre virão em resposta à convocatória da nossa representação legítima que é a CONACS, na pessoa da presidente Ilda Angélica”. Visivelmente pressionado, o ministro se colocou à disposição da confederação, já confirmando reunião com a CONACS para tratar o tocante à ACS e ACE na proposta de reformulação da PNAB, agenda já pré-determinada.
A categoria se manteve a postos por convocação da Confederação Nacional de Agentes Comunitários de saúde e agentes de combate às endemias até o final da referida audiência.

Fique ligado nas datas das reuniões da CONACS com o ministro da saúde, e de todos passos em defesa dos direitos e nas lutas por mais conquistas para a classe.

Avante! Povo Guerreiro!


Fonte: Ilda Angelica Correia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade