quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Prefeitura realiza audiência pública para elaborar Plano Municipal de Saúde


Prefeitura realiza audiência pública para elaborar Plano Municipal de Saúde
http://www.rondoniagora.com

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) deu início na manhã desta terça-feira (1) a ouvir a população para colher sugestões para elaborar do novo Plano Municipal de Saúde da capital (PMS). A audiência pública ocorreu na Unidade Básica de Saúde (UBS) Ronaldo Aragão. Serão realizados mais dois encontros com a comunidade coordenados pela secretaria.

O Plano Municipal de Saúde é um documento que reúne e organiza as propostas de ação do governo municipal para a área da saúde, oferecendo soluções relacionadas às necessidades e aos problemas da população local. O PMS é uma exigência legal e configura-se como um instrumento para relacionar as metas e resultados a serem alcançados pelo SUS em um período de quatro anos.
“Essa audiência faz parte de uma agenda de controle social que reúne os representantes de associação de bairros, sindicatos e profissionais da saúde. Eles vão nos ajudar a trazer propostas e ações a serem implantadas para futuramente serem inseridas no ano PPA 2018-2021, que é onde começa as ações da nova gestão. As propostas de melhorias que serão consolidadas para se tornar um plano para serem colocadas em prática”, explicou o assessor de planejamento, Marcuce Antônio.

O marinheiro fluvial de máquinas Gilmar Vieira dos Santos, de 27 anos, mora no Bairro Nacional há mais de 20 anos, e espera melhorias com o novo plano. “Eu espero que melhore o atendimento aqui na unidade do bairro e que os agentes de saúde voltem a passar em nossas casas, porque hoje eu tive que faltar trabalho para vim agendar uma consulta para minha família. Se eles estivessem indo na comunidade eu não precisava faltar”, diz o morador.
















Francilene Araujo, de 32 anos, diz que a única reclamação é na demora no atendimento. “Para conseguir um atendimento aqui eu tenho que vir algumas horas antes e mesmo assim nós esperamos por muito tempo até chegar nossa vez. Espero que agora esse problema possa ser resolvido o mais rápido possível”, disse.

Para o secretário da Semusa, Alexandre Porto, a participação da comunidade é de fundamental importância para que o município possa trabalhar um plano de saúde mais próximo dos anseios da população, vez que a prestação do serviço visa justamente um melhor atendimento à comunidade.

A comunidade da zona sul será ouvida na quarta-feira (2), na UBS Areal da Floresta. A audiência é para os usuários das unidades de saúde Renato Medeiros, Caladinho, Vila Princesa, Santo Antônio, Osvaldo Piana, Areal da Floresta, Nova Floresta e Manoel Amorim de Matos.

Na última audiência, quinta-feira (3), na UBS Hamilton Gondim, será ouvida a população da zona leste de Porto Velho que é atendida pelas unidades de saúde Hamilton Gondim, Ernandes Índio, Agenor de Carvalho, José Adelino, Mariana e Socialista. Todas as audiências ocorrerão no horário das 08h às 12h.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade