terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Agentes de saúde e de endemias ficam insatisfeitos com adiamento de projeto

O projeto prevê o pagamento de uma gratificação à categoria no valor de R$ 1.014.

Foto: Ney Silva/ Acorda Cidade
Os agentes comunitários de saúde e de endemias de Feira de Santana estão insatisfeitos com o adiamento por mais cinco sessões do projeto 02/2018, que seria votado na sessão de segunda-feira (20), da Câmara Municipal, o qual prevê o pagamento de uma gratificação à categoria no valor de R$ 1.014. Segundo os trabalhadores, a verba é carimbada pelo governo federal e já é paga à categoria em diversos municípios.

A pauta foi adiada após um requerimento da vereadora Cíntia Machado. Votaram contra o adiamento os vereadores Roberto Tourinho, Isaias de Diogo, que foi o autor do projeto, Eremita Mota, Luis da Feira e Gilmar Amorim. Insatisfeitos os agentes gritaram palavras de ordem.


















Segundo o presidente do sindicato dos agentes comunitários de saúde, Nelson do Rosário, o pagamento não onera os cofres públicos. “Em 2015, a Casa disse que ia colocar no orçamento o nosso aumento de salário e não colocou. Aprovou e não botou no papel. Agora disse que ia votar o projeto, pediu adiamento da sessão e depois por mais cinco. Eu não quero entender que isso seja uma enrolação para o trabalhador”, declarou o representante.
A vereadora Eremita Mota defendeu a aprovação da gratificação aos agentes. “Eu sempre achei favorável e que deveria ser aprovado pelos vereadores, pois é uma classe que luta muito. Quando veio o pedido de adiamento de pauta é porque tem alguma conivência nisso aí. Não me explicaram o porquê, e isso nos pegou de surpresa”, avaliou.
O autor do projeto, vereador Isaías de Diogo, também lamentou o adiamento da votação. “Eu não entendo a dificuldade da secretária de saúde (Denise Mascarenhas) de devolver o que é direito dos agentes comunitários de saúde e agentes de endemias. Uma gratificação de incentivo do governo federal”, disse.

As informações são do repórter Ney Silva do Acorda Cidade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade