domingo, 14 de julho de 2013

Ambulância pega fogo com paciente sendo transportado em Olinda

Um veículo tipo UTI móvel pegou fogo este domingo quando seguia para transferir uma paciente para o Hospital da Restauração, no Derby, área central do Recife. A paciente teve que ser socorrida à noite no improviso e de carona em um caminhão baú, parado às pressas na Avenida Pan Nordestina, em Olinda.
Internada desde a última sexta-feira na UPA de Jardim Paulista, em Paulista, no Grande Recife, Thamara Luíza Medeiros da Silva, 30, morreu por volta das 20h, uma hora depois de ter chegado ao HR, vítima de uma parada cardíaca. A segunda da noite. De acordo com uma amiga, ela estava desacordada há três dias e apresentava sequelas de um acidente vascular cerebral. 
O condutor da UTI móvel acredita que um curto circuito deve ter causado o fogo. Ele contou que sentiu um forte cheiro de queimado e encostou o veículo na pista da esquerda na avenida, na descida do viaduto, no sentido Recife. Logo depois, as chamas se alastraram na parte da frente da van.
Como o estado de saúde de Thamara era delicado, ela não podia ser transferida numa ambulância comum. Apenas numa UTI móvel. Depois do acidente, ela foi levado ao HR desassistida, apenas com o balão de soro. 
Mal tinha se recomposto do choque da traumática transferência da amiga, a supervisora operacional Rebeca Martins Braz da Silva, 30, foi informada de que Thamara não resistira. Ela afirmou que a família da jovem acredita que a forma como ela foi transferida pode ter influenciado na morte.
JC entrou em contato com a assessoria do HR diversas vezes. Mas, até o fechamento desta edição, não obteve retorno.

Do JC Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade