sexta-feira, 8 de julho de 2016

Estelionatários se passam por agentes de saúde e furtam idosos


São. J. DO RIO PRETO - Rio Preto tem registrado frequentemente casos de estelionatários que se passam por agentes de saúde para furtar e roubar idosos. Em menos de um mês, a cidade registrou quatro casos. Os dois últimos casos impressionam pela audácia dos criminosos. 

Segundo a polícia, a aposentada N.C.C., de 82 anos, estava em casa, no Parque do Sol, quando duas mulheres se identificando como agentes de saúde fizeram uma vistoria pelo imóvel. A vítima alegou que o local já sido fiscalizado dias antes, mas as golpistas afirmaram que era necessária uma nova vistoria.


A dupla entrou no imóvel e logo em seguida um desconhecido também chegou na casa. A vítima estranhou a ausência de identificação nos falsos agentes, mas ao serem questionados disseram que era de uma equipe descaracterizada.Os golpistas começaram a perguntar sobre benefício da aposentada. Uma estelionatária observou onde a aposentada guardava o cartão. O trio deixou o imóvel e a aposentada notou que haviam furtado seu cartão e algumas semijoias. Foi feito um saque no valor de R$ 600 na conta da aposentada.No segundo caso, em uma ação semelhante, os golpistas furtaram R$150 de um aposentado no bairro Jardim Itapema. Os casos serão investigados pela Polícia Civil.

Todos usam crachá, diz secretaria

Em nota, a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde esclareceu que os agentes de saúde da pasta sempre trajam calça azul marinho e camiseta branca, com os logos da administração e a informação de que são agentes de saúde. Eles também utilizam boné branco e bolsa – a tiracolo – azul marinho. Já nebulizadores da empresa usam trajam camiseta branca e vermelha com o logotipo da empresa e no momento da aplicação do inseticida utilizam macacão de cor cinza clara, com mangas compridas e barra na cor preta. A secretaria ressalta que todos utilizam crachá de identificação.

No caso de dúvida, o morador pode ligar diretamente no Departamento de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde, no telefone (17) 3216-9745 ou no Disque Ouvidoria pelo 0800-7705870.

Gazeta de Rio Preto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade