quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Prefeitura reforça combate às endemias com novos agentes


(foto: Divulgação)
A Prefeitura de Curitiba iniciou nesta quarta-feira (14) o processo de contratação de 74 agentes de combate às endemias aprovados em processo seletivo público. A contratação permitirá reforçar o trabalho de prevenção e controle de doenças que podem causar epidemias.

Os agentes de combate às endemias são os encarregados de fazer vistorias de imóveis em busca de focos do Aedes aegypti e de outros insetos responsáveis por transmitir doenças. Também cabe a eles, coletar as larvas de insetos para análise ou de outros animais que representem interesse à saúde pública, entre outras atribuições. O serviço, até agora, era realizado pela Secretaria Municipal da Saúde em parceria com uma empresa terceirizada.



A coordenadora do Programa Municipal de Controle do Aedes, Simone Ferreira Gusi, diz que, com a incorporação desses profissionais ao quadro da Saúde, quem sai ganhando é a população, pois o trabalho será feito de forma ainda mais integrada à rede de saúde, com resultados ainda melhores. “Eles vão atuar juntamente com os agentes comunitários de saúde e demais profissionais da rede. Outra vantagem é que, com o vínculo com a Prefeitura, será possível diminuir a rotatividade desses profissionais, pois a experiência na área é fundamental nessa atividade”, salientou. “Os agentes são promotores de educação em saúde, são os olhos da Vigilância Ambiental em todos os cantos da cidade”, enfatizou Simone.

O secretário municipal da Saúde, César Monte Serrat Titton, disse que os agentes de combate às endemias têm o papel primordial de integrar as ações de Vigilância em Saúde, desenvolvidas no SUS Curitiba, promovendo uma cidade mais saudável pelo efeito direto de suas atividades na saúde coletiva e na mobilização da sociedade para o tema. “Eles também possibilitam cada vez mais avanços no direcionamento das ações de assistência à saúde e das demais políticas públicas necessárias para mantermos doenças como aquelas relacionadas ao Aedes aegypti, hoje sob controle em Curitiba”, afirmou o secretário.

“Estou muito feliz em iniciar uma carreira na Prefeitura. Minha intenção é me especializar cada vez mais na área da saúde”, contou Krys Santos Pacheco, que é um dos novos integrantes do quadro de agentes de combate às endemias. Os contratados atuarão na Secretaria Municipal de Saúde, no regime CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), com salário inicial de R$ 1.307,49 e vale transporte para jornada de trabalho de 40 horas semanais.



https://www.bemparana.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade