quinta-feira, 5 de março de 2020

Moradores poderão ser multados em até R$ 300 caso focos da dengue sejam encontrados em imóveis, em Londrina

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, agentes também poderão entrar em imóveis abandonados sem autorização judicial e drones ajudarão nas fiscalizações.
Moradores de imóveis que forem flagrados com focos do mosquito da dengue passarão a ser multados pela Prefeitura de Londrina, no norte do Paraná. Os valores das multas vão variar entre R$ 50 e R$ 300 conforme a quantidade de focos encontrados.
Entenda como funciona o ciclo de vida do mosquito Aedes aegypti  — Foto: Arte/RPC
Londrina vive uma epidemia da doença. Segundo balanço divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, nesta quinta-feira (5), 5.786 pessoas contraíram o vírus da dengue neste ano. Já o boletim da Secretaria Estadual de Saúde confirma 3.616 casos.

A decisão por multar os imóveis ocorre dois dias depois de uma reunião entre representantes do município e o Ministério Público do Paraná.

As multas serão aplicadas pelos agentes de saúde com base em uma lei municipal de 2002 e lei federal de 2016.

O município informou que 335 agentes serão responsáveis por fiscalizar imóveis. Os servidores ainda terão autorização para entrar em imóveis abandonados sem autorização judicial.

A recomendação é que se o agente encontrar focos do mosquito notifique o morador e essa pessoa terá dois dias para resolver o problema. Se, em 48 horas o problemas persistir, a Secretaria da Saúde poderá aplicar a multa.

Se a multa não for paga, a infração vai para a dívida ativa do município.

Voluntários também ajudarão a prefeitura a fiscalizar imóveis com drones. A Secretaria Municipal de Saúde anunciou que utilizará os equipamentos a partir da próxima semana.


G1 Norte e Noroeste.



Um comentário:

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.