segunda-feira, 7 de julho de 2014

Prefeitura de Mossoró pode exonerar 70% dos agentes de endemias

Do G1 RN, com informações da Inter TV Cabugi
Dos 200 agentes de endemias, 144 foram contratados irregularmente.MP abriu inquérito com base na representação de concursados em 2011.

A Prefeitura de Mossoró, na região Oeste potiguar, pode exonerar mais de 70% dos agentes de endemias da cidade. (confira o vídeo aqui). O motivo é que as contratações de 144 dos 200 profissionais que trabalham no Município aconteceram de forma irregular. É o que mostra matéria exibida pela Inter TV Cabugi na manhã desta sexta-feira (4).
Um inquérito do Ministério Público Estadual, que trata do assunto, foi instaurado em 2011 a partir de representações de pessoas aprovadas em um concurso público realizado naquele ano. De acordo com o promotor Flávio Côrte, as contratações aconteceram em 1997 sem a realização de concurso público.

"Os agentes eram convocados e respondiam um questionário que lhes foi apresentado. Ouvimos todos. Alguns disseram que não fizeram seleção prévia e outros disseram que sim. Consultamos Município, Estado e União, mas nenhum deles fez processo seletivo", diz o promotor.
Para o diretor do Sindicato de Saúde de Mossoró, José Fonseca Júnior, a possível exoneração vai aumentar o déficit de agentes atuando na cidade. "Já temos um déficit de 13 profissionais e com as exonerações grande parte da cidade ficará descoberta", afirma.

O secretário de Administração de Mossoró, Sebastião Almeida, defende a convocação dos concursados. "É justo que o aprovado tenha seu direito garantido", explica. O concurso público de 2011 tem validade até 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade