terça-feira, 29 de março de 2016

AGENTES DE SAÚDE RECEBEM TABLETS PARA AUXILIAR NA LUTA CONTRA O AEDES AEGYPTI

SMS adquiriu 800 equipamentos que irão ajudar nas entrevistas realizadas nas visitasSMS de Porto Alegre adquiriu 800 equipamentos que irão ajudar nas entrevistas realizadas nas visitas
Dos 800 tablets, 84 já estão sendo utilizados pelos agentes | Foto: Samuel Maciel
Dos 800 tablets, 84 já estão sendo utilizados pelos
agentes | Foto: Samuel Maciel
Os agentes comunitários de saúde de Porto Alegre terão novos aliados no combate ao mosquito Aedes aegypti: 800 tablets adquiridos pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). O investimento na aquisição dos equipamentos é de R$ 800 mil. Com os tablets, os servidores municipais farão a coleta e a organização das entrevistas realizadas nas visitas domiciliares, apontando a situação de cada local a partir da conversa com moradores e da observação da área visitada.

O secretário municipal da Saúde, Fernando Ritter, realizou nesta segunda-feira a entrega de tablets para os agentes comunitários de saúde na Unidade de Saúde da Família Cohab Cavalhada, na zona Sul de Porto Alegre. “Os equipamentos irão nos auxiliar, principalmente, nesta região da cidade nas ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, do zika Vírus e da chikungunya”, explicou Ritter.

Dos 800 tablets, 84 já estão sendo utilizados pelos agentes. Segundo Ritter, mais 200 já foram comprados e serão utilizados pelos médicos e enfermeiros nos postos de saúde da Capital.

Levantamento da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Porto Alegre contabiliza 110 casos confirmados de dengue, dois casos importados de zika (do Mato Grosso e Rio de Janeiro) e um caso importado de febre chikungunya (viagem a Fernando de Noronha) de janeiro até o dia 19 de março.

Do total dos casos de dengue, 32 são importados, ou seja, pacientes que foram infectados durante período de viagem, e 78 casos têm infecção contraída na Capital, os chamados casos autóctones, com confirmações em 13 bairros. No bairro Vila Nova estão concentrados 51 casos autóctones e no bairro Chácara das Pedras foram contabilizados 10 casos contraídos confirmados na região.

Informações e denúncias sobre locais com possíveis focos de mosquito Aedes aegypti e sobre a dengue, a chikungunya e o zika vírus pelo telefone 0800.6453308 ou pelo site www.rscontraoaedes.ufrgs.br.


Atenção, as informações são do site: http://www.correiodopovo.com.br/

2 comentários:

  1. Parabéns pela iniciativa a população merece ...
    Pena q em outras região não façam assim .. Mas tá valendo ...

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela iniciativa a população merece ...
    Pena q em outras região não façam assim .. Mas tá valendo ...

    ResponderExcluir

Use comentários moderados sem ofensas ou palavrões, comentários ofensivos não serão publicados.

Publicidade